Governo da Bahia

Governo da Bahia

Notícias de Última Hora

Sobe para 11 o número de mortos em incêndio em hospital no RJ

Ao menos dez pessoas morreram no incêndio que atingiu o hospital Badim, instituição particular localizada na Tijuca, na zona norte do Rio de Janeiro. O fogo teve início por volta das 18h de quinta-feira (12).
O Corpo de Bombeiros informou ter encerrado o trabalho de busca por vítimas dentro da unidade de saúde.
Segundo informações da Agência Brasil, havia mais de 100 pacientes no hospital. Noventa destes tiveram que ser transferidos para outros hospitais. Durante a evacuação, vários pacientes chegaram a ser acomodados na própria rua.
Eles foram transferidos para os hospitais Israelita Albert Sabin, Municipal Souza Aguiar, Copa Dor, Quinta Dor, Norte Dor, Caxias Dor e São Vicente de Paulo.
Quatro bombeiros também passaram mal durante a operação de combate ao incêndio e resgate de vítimas. Os militares foram encaminhados para um hospital da corporação.
A rua São Francisco Xavier, em frente ao hospital, precisou ser interditada para a retirada dos pacientes e o trabalho dos bombeiros. A via foi liberada ao tráfego na manhã desta sexta (13).
Curto-circuito
Segundo o hospital, o incêndio foi provocado por um curto-circuito em um gerador na antiga unidade —o hospital tem dois prédios, um com 19 anos de fundação, segundo o site da instituição, e outro inaugurado em 2018. Informações preliminares apontam que o incêndio se iniciou após um curto-circuito no gerador do subsolo do prédio mais antigo, espalhando fumaça para todos os andares.
A direção do Hospital Badim se manifestou sobre o incêndio no início da madrugada desta sexta-feira (13). Por meio de nota, declarou um profundo pesar pelo ocorrido e informou que 103 pacientes estavam internados no momento em que o fogo teve início.
De acordo com o hospital, a evacuação dos pacientes começou antes mesmo da chegada do Corpo de Bombeiros, por meio do trabalho da brigada de incêndio do próprio estabelecimento. “Desde o primeiro momento, a prioridade total foi socorrer os pacientes e funcionários e salvar vidas. Mais de 100 médicos foram mobilizados para dar assistência aos pacientes que estavam sendo socorridos”, diz a nota encaminhada à imprensa.  Bahia.Ba