Governo da Bahia

Governo da Bahia

Notícias de Última Hora

SAJ: Gêmeas siamesas respiram sem aparelho e se alimentam por sonda, informa Hospital de Goiânia

O Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI) informa que as gêmeas siamesas Laura e Lais, de quatro dias de vida, seguem internadas na Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal (Ucin), em observação. O estado de saúde delas é regular, estável, estão respirando em ar ambiente (sem aparelho) e se alimentando por sonda. 
As gêmeas, que nasceram no dia 15 de agosto (quinta-feira), às 9h48, no Hospital e Maternidade Luis Argolo, na cidade de Santo Antônio de Jesus, deram entrada no HMI, na madrugada de sexta-feira (16), por volta de 2h. As irmãs foram transferidas para o HMI, após contato dos médicos do hospital em que nasceram com o cirurgião pediátrico Zacharias Calil, por ser especialista no assunto.
As irmãs nasceram com 36 semanas de gestação e são unidas pelo abdômen, e compartilham a bexiga, a bacia, os intestinos delgado e grosso, e o sistema urinário. Elas estão sendo avaliadas para cirurgia de separação, que só deve acontecer daqui a um ano, quando as irmãs tiverem mais peso. Ainda não há previsão de alta.
O HMI é referência em realizar a separação de gêmeos siameses. Com este, já são 40 casos de siameses registrados na unidade. Foram realizadas 18 separações. A primeira aconteceu em 2000, das gêmeas Larissa e Lorrayne, que eram unidas pelo abdômen e pela pelve. A literatura médica mundial indica que, dentre os siameses operados, um em cada cinco sobrevive à cirurgia. No HMI, esse índice chega a 50%.