Governo da Bahia

Governo da Bahia

Notícias de Última Hora

Bellintani entra em campo e começa traçar estratégias pela prefeitura de Salvador


Embora não admita publicamente que será candidato a prefeito de Salvador em 2020, o presidente do Esporte Clube Bahia, Guilherme Bellintani, tem começado a traçar estratégias para postular o Palácio Thomé de Souza no próximo ano, quando acontecerá a sucessão de ACM Neto (DEM). 

Segundou apurou o Bahia Notícias, o dirigente esportivo tem se reunido com aliados do governador da Bahia, Rui Costa (PT), mas também tido encontros com correligionários do prefeito soteropolitano para articular a candidatura. Marqueteiro do triunfo eleitoral do PT na Bahia nos últimos anos, o publicitário Sidônio Palmeira tem participado intensamente da articulação para ser Bellintani ser candidato a prefeito de Salvador. Sidônio já tinha atuado firmemente para Bellintani chegar ao comando do Esquadrão. 

Dentro da base de ACM Neto, a avaliação é de que o presidente do Bahia teria dificuldade para explicar ao eleitor uma eventual mudança para o grupo de Rui Costa, já que foi secretário do democrata durante quase seis anos. Nesta quinta-feira (15), o comandante do Esquadrão, no entanto, fez questão de ressaltar que ele não tem dívidas com o prefeito.

"Tenho relação ótima com o prefeito. Acho que a minha missão na gestão dele foi bem cumprida. Acho que ninguém deve a ninguém. Ele me respeitou. Tivemos uma excelente relação. [...] Também trouxe para a gestão todo o meu trabalho. Acho que é uma troca. Não existe esse negócio de crédito e débito", afirmou, em entrevista à rádio Metrópole.

A resposta de Bellintani veio após ser questionado por um ouvinte se não seria um "traidor", caso fosse candidato pelo grupo de Rui Costa. O prefeito tem dito que é responsável por trazer o dirigente esportivo para a vida pública. Provocado se descartava ser candidato ao Palácio Thomé de Souza, o dirigente esportivo afirmou "nunca direi nunca para nada".

A primeira pesquisa para a prefeitura feita pela Paraná Pesquisas encomendada pelo Bahia Notícias, que foi divulgada em fevereiro deste ano, desanimou os aliados de Bellintani. Na época, o presidente do Bahia apareceu apenas com 2,4% das intenções de votos, conforme a consulta. Na próxima semana, um novo levantamento do instituto será pulicado. BN