Governo da Bahia

Governo da Bahia

Notícias de Última Hora

Suspeito de estuprar e matar criança de 5 anos é absolvido por júri popular quatro anos após crime

O segundo suspeito de envolvimento no estupro e morte da menina Pamela Vitória Cruz Lima, de 5 anos, no ano de 2015, em Salvador, foi absolvido em júri popular realizado na manhã desta segunda-feira (3). O julgamento ocorreu no Fórum Ruy Barbosa, na capital baiana.
De acordo com o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), o próprio Ministério Público postulou pela absolvição do réu, João Paulo da Cruz Silva, por considerar improcedente a ação penal contra ele, tese que teve o acompanhamento da bancada de defesa.
Pâmela foi estuprada e morta (Foto: Reprodução)
Familiares e amigos da menina estiveram presentes no julgamento.
Pamela foi encontrada sem roupa e com sinais de asfixia em um terreno baldio no bairro de Pirajá, na capital baiana.
Segundo as investigações, dois homens teriam participado do crime: Ednaldo Souza Mendes e João Paulo da Cruz Silva.
Conforme informações do Centro de Defesa da Criança e do Adolescente Yves de Roussan (Cedeca Bahia), que dá apoio jurídico e psicossocial à família de Pamela Vitória, Ednaldo confessou o crime em 2016 e foi condenado a 31 anos de prisão.
Já João Paulo tinha negado o crime, inicialmente, mas também confessou participação no caso, segundo informações do Cedeca.
G1 entrou em contato com a assessoria de comunicação do Ministério Público, após o júri popular de João Paulo, nesta segunda, para saber porque o órgão postulou pela absolvição do réu e aguarda uma resposta.   Fonte G1 Bahia
João Paulo (à esq) e Ednaldo foram presos dois dias depois do crime (Foto: Divulgação/Polícia Civil)