Governo da Bahia

Governo da Bahia

Notícias de Última Hora

Com direito a controvérsia no VAR, Bahia perde para o Inter no Beira-Rio

O Bahia perdeu para o Internacional por 3 a 1 na noite desta quarta-feira (12), no Beira-Rio, pela oitava rodada do Brasileirão. A partida foi marcada por uma polêmica com o árbitro de vídeo no primeiro gol colorado, marcado por Rodrigo Lindoso. Além dele, Rafael Sobis e D'Alessandro marcaram para o time gaúcho, enquanto Fernandão fez o único gol do Bahia.

Agora, o Tricolor estará em pausa durante a disputa da Copa América. A equipe volta a jogar em julho, contra o Santos, em Salvador.

O JOGO

A partida começou sem grandes oportunidades para as duas equipes, que começaram mais focadas na troca de passes. A única tentativa nos dez primeiros minutos foi de Nino Paraíba, que chutou de perna esquerda e a bola passou muito longe do gol.

Com 16 minutos de partida, o Esquadrão de aço perdeu uma grande oportunidade. Após cruzamento vindo da direita, Arthur Caíke escorou de cabeça e Fernandão não conseguiu chegar a tempo para completar ao gol.

Com revisão do VAR, Lindoso marca para o Bahia

Aos 18, cruzamento na área do Bahia, Rafael Sobis desviou e Lindoso, aparentemente adiantado, desviou para o fundo do gol. O lance foi para o árbitro de vídeo e, depois uma análise de três minutos, o juiz Paulo Roberto Alves Junior confirmou o gol.

O Inter ficou perto de ampliar com 32 minutos. Após passe em profundidade para Nico López, o goleiro Douglas foi ágil e cortou o lance. Na sequência, Rafael Sobis tentou mandar para o gol, mas errou o alvo.

Douglas salva o Bahia duas vezes

Aos 45 minutos, Rafael Sobis chuta forte de fora da área e Douglas rebate. Na sobra, López chuta e o arqueiro do Esquadrão de Aço reaparece para salvar o que seria o segundo gol. Um minuto depois, D'Alessandro, dentro da área, tentou encobrir o Douglas, mas o goleiro conseguiu se posicionar e dar um tapa providencial na bola. 

Antes do final da primeira etapa, chance para o Esquadrão de Aço. Moisés cruzou na área e Arthur Caíke cabeceou nas mãos de Marcelo Lomba. 

Segundo tempo

O Internacional ficou muito perto do segundo gol aos oito minutos. D'Alessandro recebeu cruzamento e ajeitou para Rafael Sobis, que estava de frente para o gol e perdeu a chance de balançar a rede. Seis minutos depois, Sobis cabeceou e Douglas fez uma grande defesa.

Em falha grotesca de Douglas, Inter amplia com Sobis

Após jogada de contra-ataque do Internacional, Rafael Sobis aproveitou uma sobra na entrada na área e chutou fraco. O goleiro Douglas se atrapalhou e a bola morreu no fundo da rede.

Fernandão diminui a favor do Bahia

Aos 32 minutos, Shaylon deu um balão para o alto, Lomba errou o tempo da bola, Arthur Caíke toca para trás e Fernandão coloca para o fundo do gol. 

D'Alessandro marca o terceiro do Inter

Não deu tempo do Bahia entrar em busca do empate. Aos 36, Patrick fez uma grande jogada pela esquerda e tocou para D'Alessandro, que bateu firme e colocado, sem dar chances para Douglas.

Aos 46, depois de falha de Lucas Fonseca, Jonatan Alvez chutou e Douglas fez mais uma boa defesa para evitar o gol do Inter.

FICHA TÉCNICA
Internacional x Bahia
Campeonato Brasileiro - 9ª rodada
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre
Data: 12/06/2019 (quarta-feira) 
Horário: 21h30
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Auxiliares: Bruno Boschilia e Ivan Carlos Bohn (ambos do PR)
VAR: Igor Junio Benevenuto, de Minas Gerais, com auxílio de Gilberto Rodrigues Castro Junior e Clovis Amaral da Silva, de Pernambuco.

Cartões amarelos: Roger Machado, Eric Ramires (Bahia) / Victor Cuesta (Internacional)
Gols: Rodrigo Lindoso, Rafael Sobis e D'Alessandro (Inter) / Fernandão (Bahia)

Internacional: Marcelo Lomba, Zeca, Roberto, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso (Patrick), Edenílson, Nico López (Jhonatan Álvez), D’Alessandro (Wellington Silva) e Nonato; Rafael Sobis. Técnico: Odair Hellmann
  
Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Elton, Flávio (Rogério) e Douglas Augusto; Ramires (Shaylon), Arthur Caíke e Gilberto. Técnico: Roger Machado.