Governo da Bahia

Governo da Bahia

Notícias de Última Hora

Hospital da Mulher recebe em Brasília o prêmio Dr. Pinotti pela promoção do acesso à saúde feminina no estado da Bahia

O Hospital da Mulher recebeu na terça-feira (28), em Brasília, o Prêmio Dr. Pinotti – Hospital Amigo da Mulher. A honraria, concedida pela Câmara dos Deputados, reconhece a promoção do acesso e qualificação dos serviços de saúde da mulher. “Ficamos honrados em representar o Hospital da Mulher e o Estado da Bahia nesta premiação nacional. Agradecemos ao Governo do Estado e a Secretaria de Saúde pelo apoio indispensável nesta trajetória e dedicamos esse prêmio a cada colaborador do Hospital que se empenhou de forma diferenciada ao longo desses dois anos”, afirmou o diretor geral da Hospital da Mulher, Marco Antônio Andrade.
Realizada no Salão Nobre da Câmara dos Deputados, a solenidade contou com a presença do secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, das deputadas Alice Portugal e Lídice da Mata, do deputado Nelson Pelegrino, além do diretor geral da unidade, Marco Antônio Andrade, do diretor técnico Paulo Sérgio Andrade e da diretora administrativa Avana Cavalcante. Para a deputada Lídice da Mata, a premiação foi motivo de alegria.
“Nós, deputados, tratamos de trabalhar em defesa dessa instituição que é referência no nosso estado; uma instituição de dois anos – motivada pelo governador Rui Costa, que tem se dedicado de forma muito especial com a primeira dama, Aline Peixoto, ao trabalho de fortalecer todas as instituições de apoio e defesa à saúde da mulher”. O Hospital da Mulher atendeu, em pouco mais de dois anos, mais de 450 mil mulheres, realizou mais de 21 mil cirurgias e atendeu 400 mulheres através do Serviço de Atendimento às Mulheres Expostas à Violência Sexual, o Serviço AME.
Para o diretor técnico do hospital, Paulo Sérgio Andrade, é uma grande honra para todos os representantes do HM serem agraciados com o Prêmio Dr. Pinotti.  “O Hospital da Mulher é um hospital extremamente jovem e que vem se destacando de forma impressionante. Nos transformamos em uma referência ao atendimento em saúde feminina no Brasil, principalmente no que se refere às doenças oncológicas e benignas do aparelho reprodutor feminino e da mama”, afirmou. O diretor técnico ainda destacou os critérios que fazem da unidade uma referência. “Prezamos pela satisfação das nossas pacientes, colocando como nossos maiores critérios a humanização, celeridade no atendimento e competência dos nossos profissionais”, concluiu.

Prêmio
Instituído pela Resolução da Câmara dos Deputados nº 15/09 e regulamentado pelo Ato da Mesa nº 62/10 e pela Resolução 52 de 2014, o prêmio leva o nome do médico ginecologista, professor universitário e político José Aristodemo Pinotti, o qual atuou em pesquisas relacionadas ao câncer de mama e dedicou esforços a melhorar a saúde pública e atendimento à população. Pinotti faleceu em julho de 2009, aos 74 anos.
Hospital da Mulher
A unidade possui 136 leitos, sendo 10 leitos de UTI e contempla serviços diferenciados de alta resolução para diagnóstico e tratamento em oncoginecologia, mastologia, cirurgia plástica, planejamento familiar, cabeça e pescoço, cirurgia geral e reprodução humana/endometriose; além de acolher também mulheres que foram expostas à violência sexual através do Serviço AME, onde são ofertados acompanhamentos médico e psicossocial por no mínimo seis meses. Desde novembro de 2018, a unidade se configura como uma Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon), com 20 poltronas para quimioterapia com capacidade de atendimento de 840 mulheres por mês.

O hospital também possui uma unidade itinerante, a Unidade Móvel do Hospital da Mulher, a qual percorre todos os municípios do interior baiano e região metropolitana de Salvador, realizando rastreamento para o diagnóstico de câncer de mama e colo do útero, através de mamografias e preventivos. Ao todo, mais de 42 mil mulheres já foram beneficiadas com o serviço. No campo de ensino e pesquisa, o Hospital da Mulher ainda dispõe do Programa de Residência Médica em Mastologia, credenciado ao Ministério da Educação, conselhos Nacional e Regional de Medicina e respaldado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab). O programa oferece estrutura física moderna, parque tecnológico e equipe multiprofissional especializada no diagnóstico e tratamento do câncer de mama.