Governo da Bahia

Governo da Bahia

Notícias de Última Hora

Bahia vence o Bahia de Feira e conquista 48º título estadual

Pela 48ª vez o Bahia conquista o título de campeão baiano. O Esquadrão de Aço também levantou o troféu no ano passado. O time da capital baiana bateu o xará Bahia de Feira por 1 a 0, na tarde deste domingo (21), na Arena Fonte Nova, pelo segundo jogo da final do Campeonato Baiano. No segundo tempo, em cobrança de pênalti marcado com o auxílio do árbitro de vídeo (VAR), Gilberto marcou para o Tricolor. A equipe do técnico Roger Machado venceu o confronto pelo placar agregado de 2 a 1.

Com a faixa de campeão no peito, o Bahia volta ao gramado na próxima quinta-feira (25), às 19h15, para o segundo jogo da quarta fase da Copa do Brasil contra o Londrina, no estádio do Café. O Esquadrão de Aço venceu o primeiro duelo por 4 a 0 e agora pode perder por até três gols de diferença para se classificar. Já o Bahia de Feira vai se preparar para a disputa da Série D do Brasileiro. Integrante do Grupo A6, a estreia do Tremendão será no dia 5 de maio, às 16h, diante do América de Pernambuco, no Ademir Cunha, pela primeira rodada. Além da equipe pernambucana, o time de Feira encara o América-RN e o Serrano-PB na primeira fase da competição.

O JOGO
O jogo começou bem disputado com as duas equipes bem postadas sem dar espaço para o adversário criar. Porém, o Tricolor da capital carimbou logo a trave do xará de Feira de Santana aos sete minutos de partida. Arthur Caíke cobrou falta direto no gol e a bola bateu na trave de Jair. Aos 14 minutos, o Bahia de Feira chegou com perigo na grande área dos donos da casa. Van fez bela jogada pela direita, deu um corte em Artur e cruzou na área, mas a bola passou por todo mundo e saiu pela lateral.

Arthur Caíke criou outra boa oportunidade para o Bahia. Aos 18 minutos, ele recebeu lançamento do zagueiro Lucas Fonseca e cruzou para a área. Nino chegou um pouco atrasado, chutou e mandou por cima do gol de Jair. Quatro minutos depois, o mesmo camisa 77 do Esquadrão de Aço teve boa chance. Elton avançou pelo lado direito, Gilberto dividiu com Paulo Paraíba e a bola sobrou para Arthur Caíke, que bateu rasteiro, passando perto do gol de Jair. Aos 24 minutos, foi a vez de Elton desperdiçar ótima oportunidade. Após cobrança de escanteio, Moisés ficou com a sobra e levantou na área. Livre de marcação, o volante do Bahia finalizou por cima da meta do Bahia de Feira.
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

O Tremendão assustou o Tricolor aos 27 minutos. Deon fez belo passe de calcanhar para Jarbas na ponta esquerda que cruzou para a área. Alex Cazumba dominou no peito e chutou forte, mas a bola desviou na marcação.

Aos 38 minutos, Jarbas experimentou de longe e Anderson espalmou para escanteio. A resposta do Bahia veio três minutos depois. Nino Paraíba fez bela jogada pela direita e cruzou para trás para Gilberto. O camisa 9 bateu de primeira e isolou.

Segundo tempo
As duas equipes retornaram do vestiário sem alterações. E o Bahia por muito pouco não abriu o placar antes do segundo minuto. Na verdade numa chance inacreditavelmente desperdiçada por Arthur Caíke. Após cobrança de lateral de Moisés na área do Bahia de Feira, Ernando desviou para o meio, Cazumba não conseguiu afastar. Gilberto ajeitou para Arthur Caíke, mas o atacante, dentro da pequena área, furou e não conseguiu finalizar.
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias

Pênalti assinalado com auxílio do VAR
Aos três minutos, no cruzamento para a área, Eric Ramires engatilhou o chute, mas foi travado pelo zagueiro Vitor e caiu no chão. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira recorreu ao VAR para analisar uma jogada e assinalou a penalidade máxima aos seis minutos. Gilberto cobrou no canto de Jair e abriu o placar na Fonte Nova. Bahia 1x0 Bahia de Feira


Aos 17 minutos, Douglas Augusto deu um carrinho em Bruninho e os dois se estranharam no círculo central. O árbitro amarelou os dois jogadores.

Aos 20, Vitinho cobrou uma falta frontal que desviou no braço de Gilberto. Mais uma vez o árbitro recorreu ao VAR. Após analisar o lance, ele assinalou o pênalti a favor do Bahia de Feira. O mesmo Vitinho fez a cobrança e Anderson fez uma grande defesa. No rebote, Vitor encheu o pé para outra belíssima defesa do goleiro do Bahia. No contra-ataque, Eric Ramires recebeu dentro da área do adversário e chutou para o gol, mas Jair fez boa intervenção. Depois, na cobrança de escanteio de Eric Ramires, Elton subiu mais do que todo mundo, mas Vitor salvou o Tremendão tirando a bola que ia entrando no gol.


A pressão do Bahia continuou. Artur se esforçou, impediu a saída de bola e cruzou rasteiro para Gilberto que tocou e Jair fez outra boa defesa aos 27. Dois minutos depois, Gilberto cortou para o meio e soltou a bomba para a defesa de Jair.

A resposta do Bahia de Feira veio aos 32. Alex Cazumba cobrou a falta e acertou o travessão. No rebote, o volante Capone mandou por cima da meta de Anderson.

O jogo estava lá e cá. Em seguida foi a vez do Bahia perder boa chance. Rogério recebeu na grande área, cortou dois marcadores no mesmo drible, mas não finalizou bem e a bola foi para fora aos 34 minutos.

Ebinho por pouco não empatou o jogo. Aos 44, ele ganhou de Ernando na velocidade e chutou na saída de Anderson, mas a bola subiu demais.

Aos 48, Artur desperdiçou uma boa chance de matar o jogo. Após cobrança de escanteio de Bruninho, a defesa do Bahia afastou e o camisa 98 pegou a bola e partiu em velocidade para o terreno adversário. Mas ele finalizou para fora.

FICHA TÉCNICA 
Bahia 1x0 Bahia de Feira
Campeonato Baiano - Final  (2º jogo)
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador
Data: 21/04/2019 (domingo)
Horário: 16h
Árbitro:  Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Paulo de Tarso Bregalda Gussen e José Carlos Oliveira dos Santos (ambos da BA)
VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ), com auxílio de Elicarlos Franco de Oliveira (BA)

Cartões amarelos: Douglas Augusto, Xandão, Artur, Gregore (Bahia) / Edimar, Bruninho (Bahia de Feira)
Gol: Gilberto (Bahia)

Bahia: Anderson; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca (Xandão) e Moisés; Elton e Douglas Augusto; Artur, Ramires (Gregore) e Arthur Caíke (Rogério); Gilberto. Técnico: Roger Machado.


Bahia de Feira: Jair; Van, Paulo Paraiba, Vitor e Cazumba; Capone, Edimar (Ebinho), Jarbas e Bruninho; Vitinho (Dionísio) e Deon. Técnico: Quintino Barbosa.