Santo Antônio de Jesus

Santo Antônio de Jesus

Notícias de Última Hora

Pai sequestra e mata filhos de 1 e 3 anos no interior de São Paulo, Fotos

Raí Santos, 23 anos, sequestrou e matou os dois filhos de 1 e 3 anos em Boituva, interior de São Paulo. Os corpos das crianças foram achados abraçados ao lado de uma árvore de uma propriedade rural no sábado (22). O corpo de Raí estava pendurado na árvore - ele tirou a própria vida enforcado com uma corda. 
O delegado Carlos Antônio Antunes afirmou nesta segunda (24) ao G1 que acredita que Raí matou Gustavo, 3, e Bernardo, 1, um de cada vez. Depois, colocou os corpos abraçados e se enforcou. 
"Ele, de forma sádica, depois de ter matado as duas crianças, colocou as duas juntas abraçadas, até porque, conforme relatos da família, as crianças dormiam juntas e tinham costume de dormir abraçadas", diz.
As crianças foram sequestradas pelo pai na quinta. Raí ameaçou a ex-mulher, foi até a creche das crianças e levou os meninos embora. Ela denunciou o caso, que era investigado pela polícia da cidade. Os corpos foram achados por uma equipe do Canil de Tatuí, que ajudava nas buscas com a Guarda Municipal.
A polícia ainda não sabe como as crianças morreram, o que será determinado pela perícia. "Só com o laudo do IML vamos saber se ele realmente enforcou ou esganou, até porque uma das cordas estava pendurada em uma das árvores, mas, como só os peritos podem mexer, não sabemos ainda se há marca da corda no pescoço das crianças", explica. Também será investigado se Raí deu algo para que as crianças ficassem dopadas durante o crime.
Sequestro
A mãe das crianças contou à polícia que Raí não aceitava o fim da relação. Na quinta, eles brigaram novamente e ele a ameaçou. Depois, foi até a creche onde as crianças ficavam e os pegou. Seguiu para uma loja, onde comprou uma corda, e não foi mais visto.

"As informações que foram passadas é que o pai tinha liberdade de buscar os filhos na escola e falou que ia pescar com eles. Só que não foi mais visto e, segundo a ex-mulher, ele tinha feito ameaças e falou que tinha intenção de matar os filhos", contou o delegado no dia do sequestro.
Enterro
Os corpos dos irmãos foram enterrados no domingo em meio a forte emoção da família - uma tia chegou a desmaiar. Além da família, só funcionários da escolinha dos meninos foram se despedir. 

O corpo de Raí também foi enterrado domingo, mas sem velório, por motivos de segurança. O caixão foi escoltado até o cemitério, para garantir que moradores não o depredassem. A família acompanhou o enterro.
A prefeitura da cidade decretou três dias de luto.
Raí não aceitava fim de relação com mãe dos filhos (Foto: Divulgação)